O ecossistema EOS alcançou outro marco importante no caminho para a adoção em massa, com a versão EOS do USDT agora listada na Binance.

A Binance é uma das maiores exchanges de criptomoedas do mundo, com mais de US$ 76 bilhões em volume de negociação em apenas 24 horas com mais de 120 milhões de usuários registrados.

Ter integrações nativas de stablecoins nesta plataforma expõe o ecossistema EOS a uma enorme atividade econômica que antes não existia.

Isso faz parte de uma iniciativa contínua da EOS Network Foundation (ENF) para listar o USDT nativo do EOS nas principais exchanges. Confira abaixo uma atualização recente que o CEO da ENF, Yves La Rose, deu sobre esta iniciativa.

Os benefícios de se ter uma integração de uma Stablecoin na Binance

Os usuários da Binance agora poderão transferir USDT dentro e fora da rede EOS sem precisar converter suas tokens em EOS ou usar uma bridge de terceiros. A experiência é tão fácil quanto mover o USDT para qualquer outra rede blockchain.

Esse recurso vem em um momento perfeito, pois novas iniciativas como Yield+ visam aumentar o TVL da rede, oferecendo incentivos de rendimento para aplicativos DeFi na EOS com base no valor de EOS e USDT em stake em seus protocolos.

O ecossistema EOS agora está mais exposto a um novo público que pode querer se envolver em aplicativos Web3 com mais facilidade.

Melhorando a remuneração para equipes na EOS

Estar listado na Binance torna mais fácil para os projetos na EOS compensarem seus membros de equipe, permitindo o pagamento em uma stablecoin que tem uma boa saída fiduciária para usuários em todo o mundo. Isso provavelmente resultará em um número maior de projetos trazendo seus esforços para a rede.

Transformando a EOS em uma rede de referência para transações USDT

Talvez o mais empolgante de tudo seja o fato de que qualquer pessoa que possua USDT na Binace agora pode enviar USDT com todos os benefícios que a EOS tem a oferecer. Isso inclui ser extremamente rápido, barato para transferir e com um baixo consumo de energia. Com isso em mente, a EOS pode se tornar a rede líder para transações de USDT, incentivando outras grandes plataformas a começarem a se expor à essa tecnologia.

Com o Antelope IBC chegando em breve, esse marco também beneficiará outras redes alimentadas pela Antelope. A EOS USDT vai ser  conectada a outras blockchains Antelope por meio do IBC, servindo como uma rampa de acesso do USDT potencialmente mais segura do que as bridges tradicionais.

Conclusão: O crescimento é estável para o ecossistema EOS

O USDT é um pilar importante do cenário DeFi dentro e fora do ecossistema EOS. Embora muitas blockchains tenham versões wrapped do USDT em suas redes, poucos oferecem USDT oficial e menos ainda são integradas diretamente à Binance. Isso ocorre porque os gigantes do setor, como Binance & Tether, têm padrões extremamente altos quando se trata de quais projetos eles escolhem se envolver.

Não há dúvida de que a EOS vem ganhando força no cenário competitivo da Web3 e é emocionante ver essa comunidade finalmente recebendo o reconhecimento que merece.